À La Garçonne, Verão 2017

À La Garçonne, antiquário do empresário Fabio Souza, nasceu de uma vontade de trabalhar com o fundamento vintage. Desde 2009 trabalha com forte apelo na sustentabilidade e reuso de materiais. O início do empreendimento contou com vendas de roupas e pequenos objetos de decoração garimpados mundo a fora. Em 2014, expandiu sua área de atuação também para móveis antigos com forte apelo industrial, importados da Europa e Estados Unidos. A novidade de 2016 chega com a moda, juntamente a este desfile de verão 2017 em uma coleção assinada pelo estilista Alexandre Herchcovitch, . Por acaso, Herchcovitch,  é o marido de Fabio Souza, que também assina a direção criativa da primeira coleção de sua À La Gorçonne. Entendido?

Dentro dessa colaboração, podemos visualizar muitos itens desejo. Partindo da sustentabilidade da marca, encontramos uma vontade náutica retrô, simbolizada em desenhos pintados à mão pelo artista plástico José Munhoz. Muitas peças são feitas também em tecidos vintage. Assim, o upcycle é a ordem do dia e definitivamente o DNA da À La Garçonne. É vintage, mas com um charme bem moderno. Quem esperava uma coleção completamente Herchcovitch, quebrou a cara. E que bom, pois os moletons e as jaquetas, principalmente a militar com pingos de tinta displicentes (look 6), são itens que valem por uma coleção inteira. Foco para a calça oversized cropped que desponta como tendência na temporada. Clique nas imagens e confira os looks masculinos da primeira coleção da  À La Garçonne: 

ÚLTIMAS POSTAGENS