http?//facebook.com/nalinguadojuoficialhttp://twitter.com/nalinguadoju http://youtube.com/intongue https://br.pinterest.com/nalinguadoju/ https://plus.google.com/u/0/+JulianoSilveira nalinguadoju@gmail.com  http://feeds.feedburner.com/nalinguadoju

Clássico Brogue ganha versão super estilosa da Melissa


O desfile de João Pimenta no SPFW 43 apresentou um mix entre alfaiataria e street style inspiradores. Além disso, o calçado também chamou bastante a atenção: trata-se da Melissa Classic Brogue, versão híbrida e sem gênero do clássico sapato brogue. Uma das grandes apostas da marca para o Inverno 2017. O bico alongado relembra a tradição dos famosos sapatos ingleses, refrescando o clássico com versões bicolores, zig-zag em relevo na sola e cadarço esportivo.


A Melissa Classic Brogue já está disponível no e-commerce da marca, Galeria Melissa e a Clubes Melissa de todo Brasil pelo valor de R$170,00. 


O brogue surgiu na Idade Média, entre os séculos V e XV. O nome é derivado de bróg, que significa “sapato” em gaélico língua dos povos primitivos, da região da Escócia e da Irlanda. Feito para ser usado no campo por caçadores e trabalhadores, o brogue era um sapato rústico, pesado e funcional para proteger os pés. Os furinhos – broguing – tinham a função de drenar a água quando atravessavam brejos e lamaçais.

As características do modelo são: o “medalhão” na ponteira, o desenho no formato da letra W (wingtip) e as asas que se estendem pela lateral do sapato. Não são, contudo, adereços obrigatórios, pois o mais importante é a presença dos broguing (furos). Os brogues não eram considerados sapatos formais, mas em 1930 caíram no gosto da nobreza inglesa e das estrelas de Hollywood. Hoje, suas versões híbridas são um item de moda no mundo. 

A seguir, os modelos da Melissa Classic Brogue. O preto foi o que pintou na passarela de João Pimenta no SPFW N43 e também é o nosso preferido!





RELACIONADAS

MAIS LIDAS