Conheça o "Dr. Maravilha", canal voltado para a saúde da população LGBT


O médico Marcos Vinicius Borges Tadeu, residente de Infectologia no Hospital das Clínicas da UFMG, Belo Horizonte, Minas Gerais, teve uma ideia que merece muitos aplausos e prestígio: criou o site Doutor Maravilha, com o intuito de transformar o espaço em um canal de saúde voltado para a população em geral, especialmente para a população LGBT. No ar desde fevereiro, o foco percorre doenças infectocontagiosas, epidemias emergentes, novidades terapêuticas e bem-estar integral em textos e também vídeos, apresentados no Youtube, além de uma página oficial no Facebook. Tudo feito com muita dedicação e empenho, e principalmente, através de uma linguagem acessível. 

Dr. Marcos Borges, o Doutor Maravilha (e que maravilha, hein?)

O Dr. Marcos Borges, que se auto-intitula o Dr. Maravilha do site, presta um serviço com grande mérito, já que em algumas questões, o homem ainda possui certo pudor e falta de conhecimento quando o assunto é saúde. O exame de próstata, por exemplo, ainda é um grande tabu para a população. É o segundo mais comum entre os homens e conforme estimativas do INCA (Instituto Nacional do Câncer), já foram registrados mais de 61 mil casos no Brasil neste ano de 2016. O "Dia do Homem" (15 de julho no Brasil), por exemplo, foi criado especificamente para tratar de assuntos voltados à saúde do homem em geral. Porém, virou uma data plenamente comercial. Agora, imagine tratar ou falar de questões voltadas para a saúde sexual dos gays? Geralmente é sempre um constrangimento. Borges afirma que o Dr. Maravilha é "um site de saúde para gays feito por um médico gay: que se identifica, que busca conhecimento e fontes confiáveis e que tenta transmitir essa lucidez à maior quantidade de pessoas possível". 

Convenhamos: por mais articulados, descolados, antenados e conectados que o público gay seja, existe sempre uma dúvida. Uma queixa ou até mesmo uma questão que nem é tão relevante, mas que permeia o nosso consciente coletivo. E sim, temos que encarar questões como doenças sexualmente transmissíveis, distúrbios alimentares, anabolização, tabagismo, alcoolismo e outras drogas ilícitas e muito sofrimento psicológico como parte da nossa vivência pessoal e social. Lembrando que no Brasil, a cada uma hora, um adolescente é infectado com o HIV, segundo dados da Unicef.  

LGBT ou não, conhecer o site Dr. Maravilha é uma questão mais que obrigatória. E informação nunca é demais!


NÃO DEIXE DE VER


ÚLTIMAS



HOME    SOBRE    CONTATO    MODA    CULTURA    MÚSICA    HOT    BEAUTÉ    EVENTOS    COMPORTAMENTO    DESFILES    ACESSÓRIOS     LGBT    GOURMET    MIXTAPE    ENTREVISTA    NOITE    TREND    ROTEIRO    DJ-SET    VÍDEOS    MIDIA KIT    PARCEIROS