Confira a programação do 13º Feverestival - Festival Internacional de Teatro de Campinas


O 13º Feverestival (Festival Internacional de Teatro de Campinas) acontece entre os dias 12 e 24 de fevereiro. Ao todo serão 13 dias de programação cujo tema percorre o título “Encontros em Cantos”. O festival acontece em diversos locais da cidade de Campinas. 

Ao todo, a edição contará com mais de 50 atrações entre espetáculos adultos, infantis, de rua, atividades formativas e intervenção literária, com a participação de grupos de diversas regiões do Brasil, da Argentina e do México. Todas as noites haverá uma opção de “ponto de encontro”, reforçando a possibilidade dos encontros e trocas que um festival oferece.

A abertura será no domingo, 12 de fevereiro e contará com quatro atrações em diferentes locais. A primeira, às 16h, traz o espetáculo infantil "Chiquita Bacana no Reino das Bananas", no Sesc Campinas. Às 18h é a vez do show de abertura "Transe", com Gustavo Infante e Livia Carolina, no coreto da praça em frente ao teatro Castro Mendes, que recebe em seguida, às 19h, o espetáculo de abertura "Amadores", da Cia. Hiato. Na sequência, às 21h, está programada também uma festa na Casa São Jorge, em Barão Geraldo, com show de Ieda Cruz e DJ Digão.

Confira a programação de peças adultas, infantis e de rua da 13º Feverestival:

Espetáculos Adultos: 

Amadores
Cia. Hiato (São Paulo/SP)
12 FEV | 19h | TEATRO CASTRO MENDES

SINOPSE:
Um anúncio de jornal convida pessoas que se definam como “amadores” para uma seleção de elenco. No mesmo palco, artistas amadores e profissionais se encontram. A nova criação da Cia Hiato - o espetáculo AMADORES – volta-se às experiências teatrais mais comuns (o evento comemorativo, a festa, a apresentação amadora de fim de  ano, o exercício) e as subverte, colocando-as num espaço de artes, para refletir sobre nossa relação com a arte e como o nosso desejo por ela revela nossas histórias pessoais, superações e falhas.

Duração: 140 minutos
Faixa etária: 14 anos

baldio
Grupo Pavilhão da Magnólia (Fortaleza/CE)
13 FEV e 14 FEV | 20h | TEATRO CASTRO MENDES 

SINOPSE
Num mundo onde as respostas ficam cada vez mais difíceis o que nos resta é perguntar... Histórias nossas, de vidas que se juntaram...Uma agonia de saber sobre aqueles que não foram mais... Cinco atores em quadros cênicos abordando histórias reais do próprio grupo. Um atravessamento de temas, como a morte, o estar-no-mundo, a possibilidade do encontro, que se costuram por meio dos relatos, em uma junção de cena, audiovisual e literatura. A figura do cão, precisamente, do vira-latas, em sua dimensão de abandono, constituiu a obra a partir da qual memória e representação questionaram seus limites e desenharam a moldura de “baldio”. O texto foi originado durante o próprio processo de criação, com assinatura do dramaturgo paraibano Astier Basílio (prêmio Funarte de Literatura 2014). A direção se dá em parceria com Héctor Briones, coordenador do grupo de pesquisa Laboratório de Poéticas Cênicas e Audiovisuais (LPCA) do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Duração: 60 min
Faixa etária: 18 anos
​​
O Diário de Genet
ATeliê voadOR Companhia de Teatro (Salvador/BA)
15 FEV e 16 FEV | 20h | CENTRO CULTURAL CASARÃO

SINOPSE
O DIÁRIO DE GENET é a imersão no pensamento político do escritor francês Jean Genet. O espetáculo assume características que alguns teóricos chamam de teatro contemporâneo ou performativo. Escrita e dirigida por Djalma Thürler a peça positiva as práticas abjetas, desloca o centro como lugar privilegiado e desejado e coloca em destaque a marginalidade como estratégia de identidade política: "Nosso objetivo é refletir sobre o que, comumente, aceitamos como normal”. O espetáculo propõe a fuga dos adornos cênicos e o foco no trabalho do ator, o que permite uma estrutura de cenografia e iluminação simples promovendo, com facilidade a logística de deslocamentos.
Duração: 70min
Indicação etária:16 anos
​​
O Incansável Dom Quixote
Magnífica Trupe de Variedades (Rio de Janeiro/RJ)
15 FEV e 16 FEV | 20h | TEATRO DO SESC CAMPINAS 
SINOPSE
“O Incansável Dom Quixote” é um espetáculo de histórias fantásticas deste famoso cavaleiro errante que sai de casa com o desenfreado desejo de transformar o mundo num lugar melhor. Ao lado de seu fiel escudeiro, Sancho Pança, sua incrível jornada é recheada de humor, lirismo e provas de obstinação. Neste premiado solo narrativo, o ator tem que permanecer num constante estado de atenção e presença para criar uma relação de troca com os espectadores. Tudo se resume a uma mala, um ator, a plateia e o jogo.

Duração: 70min
Faixa etária: 12 anos
​​
Ofélia/Hamlet/Rock Machine
Cia Teatro de Riscos (Ribeirão Preto/SP)
18 FEV e 20 FEV | 20h | CENTRO CULTURAL CASARÃO 

SINOPSE
Dentro de um Bunker de metal, sete atores trazem para cena a desconstrução da obra shakespereana proposta por Heiner Muller. O drama não interessa mais, o texto se perdeu. Hamlet, príncipe da Dinamarca, é também comida para vermes, o assassinato do seu pai torna-se pequeno diante da urgência de revolução que vem das ruas. Ofélia surge como a mulher feminista do século XXI, que escancara pelas portas do mundo o seu estupro, assédio, homicídio e revolta.

Duração: 85min
Faixa etária: 18 anos
​​
Grupo Sobrevento (São Paulo/SP)
18 FEV e 19 FEV | 20h | TEATRO CASTRO MENDES 

SINOPSE
Em Só, cinco personagens apresentam-se em diferentes situações, não sequenciais, que partem sempre de objetos que, retratados exatamente como os objetos que são, terminam por transformar-se em elementos poéticos e metafóricos. Os cinco personagens, mais que cinco vidas, são cinco caminhos que terminam por encontrar-se, mesmo mantendo, neste encontro, as suas solidões. Este projeto é realizado pelo Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Duração:  80min
Faixa etária: 16 anos
 ​
Jacy
Grupo Carmin (Natal/RN)
21 FEV e 22 FEV | 20h | TEATRO DO SESC CAMPINAS

SINOPSE
Uma frasqueira encontrada no lixo contendo vestígios de vida de uma mulher de 90 anos. Este fato real levou o grupo Carmin a conduzir uma investigação que durou 3 anos e que, em agosto de 2013, resultou na peça de teatro documental intitulada: JACY. Durante 1 hora de espetáculo, o grupo revela todo o processo dessa investigação e convida a plateia para acompanhar a vida de uma mulher comum que atravessou a 2ª Guerra mundial e a ditadura no Brasil, esteve no centro de um importante conflito da política no RN, viveu um amor estrangeiro e terminou os seus dias sozinha em Natal. Com textos dos filósofos Pablo Capistrano e Iracema Macedo, Jacy é uma peça cômico-trágica que revela fatos sobre o abandono dos idosos, a política e o crescimento desenfreados das cidades que, por muitas vezes, ignoramos.
Duração: 60min
Faixa etária: 12 anos
​BONITO
Cabaret Capricho (México)
23 FEV | 20h | TEATRO CASTRO MENDES 

SINOPSE
Se me pagassem por cada vez que eu beijei alguém, eu poderia comprar duas paçocas…
​ 
BONITO é um novo espetáculo da cia. mexicana Cabaret Capricho. Através da dança cômica e investigando usos extremos do corpo e da arritmia musical, o trabalho tem sua inspiração no universo adolescente e suas intensidades. Recorrendo a diversas técnicas de movimento e a uma visão particular do palhaço teatral, convida o público para um passeio por uma extensa gama de emoções: uma pausa para abrir bem os olhos, contemplar e receber estímulos, escutar e sentir na alma um pedacinho de eternidade... uma improvável coreografia de olhares e ações cotidianas num embalo que envolve pouco a pouco, e nos faz seguir adiante.

Duração: 60min
Faixa Etária: Livre

Espetáculos Infantis:

Chiquita Bacana no Reino das Bananas
Folias d’Arte (São Paulo/SP)
12 FEV | 16h | SESC CAMPINAS 

SINOPSE
Texto escrito por Reinaldo Maia em 1977 coloca em cena o absurdo de uma menina sendo acusada de ter comido uma banana no Reino das Bananas. Comandado pelo Rei Leonino e seu staff de girafas e gorilas esse reino no qual os outros animais estão perdendo suas funções sociais é onde se passa a história. O que acontecerá no final só os espectadores poderão decidir a cada dia.

O espetáculo é diferente todos os dias. O público, já no início, sorteia o que cada ator fará no dia. Não temos personagens fixos. Temos 13 personagens, todos podem fazer qualquer um dos papéis, tirando o músico, que não participa do sorteio e, isso é falado ao público. O final também depende do espectador. Após o julgamento de Chiquita e Coelho, o dramaturgo do espetáculo, Reinaldo Maia, não finaliza a história, e propõe que conversemos, que o público presente dê sua opinião para que cheguemos ou não, a um final possível.

Duração: 60 minutos
Faixa Etária: Livre
​​
Iara - O encanto das águas
Cia Lumiato Teatro de Formas Animadas (Brasília/DF)
19 FEV | 16h | SESC CAMPINAS 

SINOPSE
Um Índio da aldeia sonha com uma mulher sobrenatural. Ao acordar, procura o sábio Pajé para tentar entender quais são os mistérios dessa mulher, descobrindo assim a história da Iara. No encantamento da sereia brasileira, o protagonista mergulha com ela nas profundezas do seu próprio destino. Inspirado na lenda da Iara e utilizando a linguagem do teatro de sombras contemporâneo, o espetáculo busca sensibilizar o público infanto-juvenil sobre os saberes da tradição oral dos povos originários do Brasil.

Duração: 40 minutos
Faixa etária: Livre

Espetáculos de Rua:

O Canto das Mulheres do Asfalto
17 FEV | 19h30 E 20h30 | PRAÇA CARLOS GOMES

SINOPSE
Quando as mulheres desistem de parir. Negando o futuro. Dandofim ao morticínio dos seus filhos pela crueldade presente. Exaltando um agora sem ficções futuras, sem esperanças inúteis. O Canto das Mulheres do Asfalto, peça do dramaturgo Carlos Canhameiro, é compostapor diversos cantos que desdobram a premissa de um mundo onde as mulheres se recusam a parir novos filhos. “Não vou lançar mão de subterfúgios Ela não vai me perguntar alguma coisa para que eu explique o porquê de tudo o porquê de nada o porquê é assim e não foi assado Foi-se o tempo das perguntas As respostas prostituíram a esperança e o sol de cada dia embaçou nossas vistas Nossa lida deixou de ser vida Nosso corpo é máquina imperfeita Eliminada sem piedade Há mais vida nesse prédio do que em todas nós aqui reunidas Esse canto é um lamento” A peça explora meandros de uma contemporaneidade insensível à condição do próprio homem. Vozes que se multiplicam dentre essas mulheres, mães e filhas, santas, prostitutas, velhas e moças, cuja desesperança futura celebra um presente que precisa ser ouvido.

Duração: 55 minutos
Faixa etária: Livre
​Era Uma Vez Um Rei
Grupo Pombas Urbanas (São Paulo/SP)
18 FEV | 10h | PRAÇA JOSÉ BONIFÁCIO-PRAÇA DA CATEDRAL 

SINOPSE
Um grupo de mendigos se encontra num final de tarde da cidade. Com latas, plásticos e papelões criam o espaço onde vivem, descansam e fazem festa. De suas relações nasce uma brincadeira na qual, a cada semana, cada um deles será rei, depois presidente e em seguida ditador. O jogo humano e imaginativo torna-se intenso e esses mendigos saem da realidade em que vivem para representar as relações de poder da mesma sociedade que os marginaliza.

Duração: 60 minutos
Faixa etária: Livre

Sobre o Feverestival: 

O Feverestival – Festival Internacional de Teatro de Campinas, teve sua primeira edição em fevereiro de 2003, como uma mostra de espetáculos de artistas locais e de outros que visitavam a cidade durante o mês de fevereiro, período em que se concentram até hoje atividades de aprimoramento artístico no Distrito de Barão Geraldo.

Desde as suas origens o Feverestival vai além das formalidades, transita na órbita da celebração do teatro. O Festival possibilita a mobilidade de produções artísticas ao fomentar e divulgar os trabalhos de teatro realizados por grupos de pesquisa e novos artistas, além de trazer à Campinas espetáculos reconhecidos nacional e internacionalmente de diversos países: Itália, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Alemanha, Bolívia, Finlândia, Israel e Burkina Faso, garantindo assim, o encontro desses trabalhos com um público amplo se comprometendo com diversas possibilidades de acesso e diálogo cultural na cidade de Campinas. 

Ao longo de 11 edições, o festival cresceu e ampliou seu público alvo e seu espaço na mídia, fazendo do Feverestival um evento inovador, singular e de extremo sucesso, tornando-o o principal evento teatral internacional da cidade de Campinas.

Reconhecido como um importante festival no panorama do teatro nacional, alcançou um público diversificado, atingindo mais de 200 mil pessoas e trouxe a Campinas mais de 150 produções inéditas.

Para conferir a programação completa, clique aqui e acesse o site do evento.

Site: feverestival.com.br

NÃO DEIXE DE VER


ÚLTIMAS



HOME    SOBRE    CONTATO    MODA    CULTURA    MÚSICA    HOT    BEAUTÉ    EVENTOS    COMPORTAMENTO    DESFILES    ACESSÓRIOS     LGBT    GOURMET    MIXTAPE    ENTREVISTA    NOITE    TREND    ROTEIRO    DJ-SET    VÍDEOS    MIDIA KIT    PARCEIROS