30.7.08

Cansei de Ser Sexy volta sem o Sexy…Morno…


A banda “Cansei de Ser Sexy” - título tirado de uma frase declarada por Beyoncè - surgiu no final de 2004 em noites descoladas e despretenciosas lá no Torre em São Paulo e logo caíu nas graças dos modernos. Em 2005 lançou seu primeiro álbum homônimo pela gravadora Trama, defensora e precursora do que há de mais bacana na música nacional em amplos estilos. Depois disso o CSS participou de festivais bombados pelo mundo e chegou até a se apresentar aqui em Campinas no extinto Informal em noite histórica. Agora, a banda volta com “Donkey”, segundo trabalho de inéditas e por incrível que pareça, toda a novidade meio que se dissipam num trabalho redondo, bem produzido, mas morno.

O Electro cansou os ouvidos e com certeza a vontade de se jogar da banda que vem mais madura. A voz de Lovefoxxx mais o som da bateria e guitarra marcam a energia caracteristica do grupo em faixas como a de abertura “Jager Yoga”. Um rock bobinho que gruda na cabeça, mas sem o frescor de antes. “Believe Achieve” se encaixa mais no que era referência para a banda, num electro leve de introdução interessante e refrão repeat.

Em “Dunkey” não há pretenção, apenas a vontade de música. O que é bacana. Mas faltou o Sexy, a loucurinha de sempre, mas as letras absurdas continuam. Isso é bom.

O mais interessante de tudo e seguindo a tendência é que o álbum “Dunkey” está disponivel para download no site da Trama. Ele vem completo, com as 11 faixas e inclusive o encarte. Se joga e aproveita, pois daqui há três meses acaba!

Confira a seguir o primeiro single “Left Behind”, numa viagem mais que abravanista concebida pela stylist Renata Abbade.

COMPARTILHAR:

28.7.08

Projeto Hercules & Love Affair arrasa geral em novo single


Depois da histeria mundial e fashionista de “Bilnd”, o projeto Hercules & Love Affair chega chegando com fundamento house final de 80 e início de 90 em seu novo single “You Belong”.

Com um sample de “Good Life” do Inner City, a faixa é mais que jogativa, mais que fabulosa e dá um frescor na cara da dance music. Os vocais suaves e o carão de Nomi são tudo nesta vida, além do backing de Antony Hegarty, do Antony and the Johnsons.

O clipe mistura uma história de alquimia e momentos de coreô vogue, além de efeitos gráficos maravilhosos. Em fotografia PB - mais 90´s impossível, mostra uma despretenção proposital, mas cheia de informação.

O hype do Hercules de fato de confirma para este ano. Andrew Butler, mentor do projeto, se apresentou em 19 de abril no Vegas em momento histórico e mágico com um set fresco e ao mesmo tempo fundamentalista. Pura aula de cultura clubber.

Confira o clipe e arrase na pose!

Se joga-jogativa!

COMPARTILHAR:

10.7.08

BALANÇO VERÃO 2009 | Temporada de moda brasileira investe na possibilidade de horizontes: não tem tendência certa!

A temporada de moda brasileira bombou neste mês de junho com o Fashion Rio e São Paulo Fashion Week. Ao todo, foram 100 desfiles das marcas mais atuantes no país que apresentaram suas tendências e proposta para o verão 2009.

A grande surpresa: não há tendências ou propostas certas, mas o que se conclui é um grande investimento em tecnologia, preconizando o conforto e a individualidade, numa imagem de moda forte, sem se preocupar com iconografias internacionais ou achaques momentâneos. Priorizou-se a alfaiataria e o jeanswear, nosso simples objeto de desejo do dia-a-dia e uma das peças chefes de muitas marcas foi deixado de escanteio, com exceção da Colcci, onde pela primeira vez fez brilhar suas propostas sem necessariamente depender da presença mágica da übermodel Gisele Bundchen. A peça citada acima marcou sua presença na semana de moda paulistana na estréia da Colcci num interessante tom de azul hora mais claro (como na Ellus), hora mais clássico. Meio datado, meio moderno, meio estranho, meio desejo.


No quesito menswear – que é o que de fato interessa –o ápice foi a estréia da linha da Rosa Chá no line-up da SPFW. Com peças que despertam a lei do desejo, a proposta em si é a imagem de um homem forte e sensual, sem amarras a mostrar que moda praia pode e deve extrapolar o motivo de sua utilidade, a começar pela bermuda, uma das peças chaves mais importantes da temporada, assim como a calça cargo que ainda insiste em perdurar. E prepare-se, pois o estilo Falcon estará em alta no verão!


A camisa também é um ponto forte e comum de todas as coleções. Vem em estampas ou cores básicas, também mais uma aposta. Por falar em cores, vale aqui o preto, branco, mesclas de cinzas, marrons terrosos e tonalidades pastéis. O verde e o vermelho também marcaram a sua presença, mas o identificador comum são as cores ácidas, coordenadas com outras tonalidades para não gritarem muito. Esta última pôde ser conferida na proposta da Reserva, na imagem de um homem com atitude fashionista, mas consciente de sua intelectualidade e individualidade. Imagem forte.


A estamparia também manda suas graças, como na coleção de Mario Queiroz – a minha preferida - que finalmente acerta a mão. Apoiado nas obras de arte cinética do venezuelano Jesus Rafael Soto, as peças crescem com efeitos ópticos modernos e interessantes.


Para se dizer que não há tendências ou propostas certas, um balanço de toda temporada de moda brasileira pode ser edificado a partir de uma modelagem simples – além do investimento em tecnologia, que são um dos pontos altos da estação. Nada de conceito ou moda intelectual, apenas sensualidade e uma moda mais inteligente. E por final, a possibilidade de escolhas de acordo com a individualidade de cada um. Não é isso mesmo que a moda prega?
COMPARTILHAR:

7.7.08

SIGA A GENTE NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA Newsletter

 

ARQUIVO